Archive for novembro \06\UTC 2011

Sobre o tempo e o amor

Demoramos algum tempo para perceber o que parece tão claro: anda faltando tempo para tudo
E talvez esse nem seja mais um dos males da vida moderna
Pode ser uma constatação de todos aqueles que já viveram tempo suficiente para passar a pensar no tempo que nos resta
No pouco tempo que dedicamos ao que verdadeiramente nos dá prazer, apenas a sobra do tempo que dedicamos às nossas obrigações
Os dias parecem menores, outubro parece que começou ontem e ainda não realizamos nem a metade dos planos que fizemos prá 2011…

E essa contagem do tempo sempre é algo que provoca em nós uma angústia desnecessária
Devemos nos preocupar não com a quantidade de dias que já vivemos, mas no quanto de amor e vida há em cada um desses dias
Andei pensando em quando foi a última vez em que tive o prazer de dormir apenas depois que o sol já havia nascido
Penso em tantas pessoas que já passaram pela minha vida e o quanto de cada uma delas permaneceu na pessoa que sou hoje
Essas e muitas outras coisas sempre me deram a sensação de que existem momentos da vida que não podem ser desperdiçados

Mas essa não é uma reflexão apenas sobre o tempo, é também sobre o tempo que dedicamos ao amor
Um tempo medido, calculado, cronometrado. E já não somos capazes de fazer por amor nem um pouco mais do que apenas aquilo que esperam de nós
Surpreenda! Dedique-se um pouco mais às pessoas que são especiais prá você 
Abra um espaço na sua agenda para uma relação de amor e cuidado com alguém que você anda negligenciando muito: você mesmo!
O tempo na verdade não importa tanto. Sinta a vibração da vida a cada instante e lembre-se de tudo o que você ainda pode realizar, e do quanto você ainda é capaz de amar!!!

Anúncios