Archive for outubro \29\UTC 2016

O Amor na teoria e na prática

 

Normalmente, sentimos a tristeza pelo nosso fracasso e ainda acumulamos a decepção da outra pessoa.

Mesmo quando sentimos alívio pelo fim, lamentamos o tempo perdido em algo que nunca valeu a pena.

Mas as tentativas servem para ensinar. E precisamos alimentar sempre novas esperanças.

Quando deixamos o peso das lembranças para trás, podemos alçar voos cada vez mais altos. E quando digo lembranças, não são apenas aquelas que guardamos em caixas de sapatos.

Velhas cartas sempre falam do amor de um momento. Que nem sempre conseguimos preservar.

Aquela felicidade eternizada nas fotos é uma ilusão. Não conseguimos senti-la sem aquela pessoa.

As velhas canções de amor podem despertar velhos sentimentos, mas nunca recuperar emoções perdidas.

Mas nada impede que renovemos nosso amor. Fortaleçamos nossos sentimentos. Para isso servem os amores.

Exatamente por isso, o amor dispensa e supera todas as teorias.

Temos que aprender na prática.

Se alguém diz que sofreu por amor, achamos que é exagero.

Quando é com a gente, achamos que a morte é certa.

E não devemos nos iludir pensando que amar é como andar de bicicleta. Mesmo quando achamos que sabemos tudo, podemos cair novamente.

É preciso amar da mesma forma quem retribui nosso amor, quem não nos dá a mínima. quem pensamos que nos ama, até mesmo quem nunca vai nos amar.

Um dia você será amado como merece. Mas em todas essas ocasiões, estamos amando. E é isso o que realmente importa.

Anúncios